Depressão na visão da Medicina Tradicional Chinesa.

Você já se sentiu desanimado, sem vontade, abatido, com uma tristeza profunda?

Se você respondeu sim à pergunta anterior leia o texto a seguir e saiba mais sobre a depressão na visão da Medicina Chinesa.

Aproveite esse momento de estudo e assista também ao vídeo sobre depressão da Monja Coen.

Depressão na visão da Medicina Tradicional Chinesa.

A depressão já é considerada o mal do século, alterações de humor, irritação, ansiedade, agitação, medo, insônia, dificuldade para dormir e desinteresse pelas atividades são um alerta vermelho, sendo indicativos de que precisamos da ajuda de um profissional.

Filosoficamente a Medicina Tradicional Chinesa tem o objetivo preventivo, visa manter a saúde do indivíduo como um todo, corpo e espírito integrados, ou seja, seu objetivo é preservar o equilíbrio energético do corpo evitando que ele adoeça.

Por que filosoficamente? Porque no mundo pós-moderno em que vivemos, onde não temos tempo para nada, pois estamos sempre “pré-ocupados” demais em ganhar dinheiro para aquisição de bens, os seres humanos acabam se “coisificando”, ou seja, o “TER” tem muito mais valor que o “SER”. Está situação gerou uma grande inversão de valores e não nos lembramos de cuidar da nossa saúde, a não ser que o nosso corpo esteja “gritando”, pedindo socorro, então resolvemos procurar ajuda, mas sempre a fim de tratar um problema que já existe e nunca de modo preventivo.

Sabemos que antes do nosso corpo físico adoecer, adoecemos energeticamente, nossa “alma” adoece . Para MTC, os desequilíbrios, os excessos e insuficiências, desregulam as energias do nosso corpo, levando a doenças como depressão, ansiedade, insônia, obesidade, problemas de coluna, diabetes, hipertensão entre muitas outras que poderíamos citar.

Comer em excesso, fazer uso indiscriminado de bebidas alcoólicas e medicamentos, preocupar-se em demasia, dormir menos do que o necessário, não ter uma dieta equilibrada, ingerir pouca água e sedentarismo, são alguns hábitos que desarmonizam a energia do nosso corpo físico levando as patologias.

Possuímos em nosso corpo doze canais de energia, chamados de meridianos, cada canal é vinculado a um órgão ou uma víscera. As doenças ocorrem quando existe algum desequilíbrio energético em um desses canais. No caso da depressão os meridianos que possivelmente estarão em desarmonia são: O meridiano do Coração, meridiano do Pulmão, meridiano do Baço e o meridiano do Fígado.

Um sinal de deficiência energética no meridiano do coração é o choro espontâneo;

Uma redução energética no meridiano do Pulmão é sinônimo de tristeza e angústia;

O meridiano do Fígado em desequilíbrio pode se manifestar por estados irritadiços ou por estados melancólicos e depressivos.

Quando pensamos demais no futuro, nos preocupamos, estamos lesionando a energia do meridiano do Baço, um Baço com deficiência energética se manifesta com sintomas como tristeza, falta de memória.

Agora que você sabe um pouco mais sobre o assunto, que tal tirar um tempinho para ler um bom livro, relaxar, meditar e cuidar um pouquinho mais de você.

Também não esqueça de fazer uma visita ao seu acupunturista para fazer o reequilibrio das suas energias.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square

51 984421230

Av. João Corrêa, 1111 - Centro, São Leopoldo - RS, 93010-265, Brasil

©2018 BY ESPAÇO DE TERAPIAS INTEGRATIVAS DE CAMILLIS. PROUDLY CREATED WITH WIX.COM